Pontos de Interesse | Santa Cruz

Café Relógio

O Café Relógio é considerado um dos principais pontos de atração da vila da Camacha, pelo facto de albergar uma das poucas fábricas de vimes, ainda em funcionamento. Aqui são elaboradas obras em vime, uma produção artesanal que representa da melhor forma as tradições, os hábitos e os costumes do quotidiano do povo madeirense. A indústria do vime está presente na Ilha da Madeira desde meados do séc. XIX, provavelmente introduzida pelos britânicos, e é um ponto de referência da freguesia da Camacha, por ser a região da ilha que mais produz, ainda, este tipo de artesanato.

O vime é proveniente do vimeiro, uma árvore que produz entre dois a cinco quilos de vime que antes de ser utilizado para o fabrico de cestos, malas, móveis e outros objetos, passa por um conjunto de etapas até chegar à fase de transformação. Após a apanha do vime, este tem que ser descascado e seco, para poder então ser convertido em autênticas obras de arte. O fabrico destes objetos é passível de ser visto pelos visitantes.

Este edifício é, também, conhecido pelo seu relógio localizado no cimo da torre, transferido da igreja paroquial de Wollton, perto de Liverpool, pelo inglês Dr. Michael C. Grabham, proprietário de uma quinta de verão na Camacha.

Morada | Largo Conselheiro Aires de Ornelas - Camacha, Madeira

Coordenadas GPS | 32°40'43.7"N 16°50'41.1"W

Campo de Educação Ambiental do Santo da Serra - Eva e Américo Durão

Antiga propriedade do médico Américo Durão e da sua esposa Eva Durão, esta Quinta foi doada pelos proprietários à Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal. Entre um planalto e um vale de floresta, esta Quinta tem uma extensão de cerca de 9 mil hectares, e aqui também se encontra uma típica casa madeirense, onde é possível conhecer o trabalho que tem sido desenvolvido por esta Associação.

Conforme inscrição junto da Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal, é possível visitar a Quinta e ainda contribuir para a limpeza e plantação de árvores neste espaço.

Morada | Santo António da Serra

Coordenadas GPS | 32°43'26.1"N 16°49'17.3"W

Casa da Cultura de Santa Cruz | Quinta do Revoredo

Este imóvel foi mandado construir, em 1840, pelo empreendedor inglês e comerciante de vinho Madeira, John Blandy, com o intuito de ser a residência de verão da sua família. Posteriormente, acabou por aqui fixar residência o seu neto Charles Frederick Raleigh Blandy, engenheiro naval, natural do Funchal, que nunca escondeu o carinho especial que tinha por Santa Cruz, tendo inclusivamente ajudado muitas famílias locais e, em 1903, oferecido um relógio à Câmara Municipal, que foi colocado na torre da Igreja Matriz, onde, ainda hoje, se encontra.

Numa fase avançada da sua vida, no final do século XIX, dedicou-se à pintura de aguarelas de paisagens naturais da Ilha da Madeira. Pinturas essas que se encontram, atualmente, no Museu de História Natural do Funchal.

O edifício, construído em alvenaria de pedra rebocada, é constituído por dois pisos e uma pequena torre avista-navios. Todos os vãos exibem simples molduras em cantaria cinzenta com tapa-sóis madeirenses e vidraças de guilhotina. O chão e a escada interior são compostos por madeira de casquinha e os tetos por desenhos em estuque, típicos da época. Uma das salas possui uma lareira ao gosto inglês e o jardim é calcetado em calçada madeirense de calhau rolado, albergando centenárias árvores indígenas, como é o caso dos dragoeiros (Dracaena draco), dos tis (Ocotea foetens) e de outras árvores exóticas de grande valor botânico e ornamental. 

Neste mesmo espaço, encontram-se, também, alguns despojos do antigo Convento de Nossa Senhora da Piedade, assim como duas esculturas, a Florista, em bronze, do escultor peruano Mário Agostinelli, de 1972, e a escultura em duas tonalidades de cantaria, do escultor António Rodrigues, de 1997.

O seu nome “Revoredo” era uma clara alusão à existência de árvores de grande porte nos seus jardins.

[ A Casa da Cultura de Santa Cruz | Quinta do Revoredo encontra-se encerrada ao público para realização de obras de reabilitação, entre outubro de 2019 e maio de 2020 ]

Morada | Rua Bela de São José - Santa Cruz

Coordenadas GPS | 32°41'17.7"N 16°47'20.3"W

Clube de Golf Santo da Serra

Construído em 1937, este que foi o primeiro campo de golfe da Madeira, foi redesenhado em 1991 por Robert Trent Jones Sr., criando-se assim um novo campo com cerca de 27 buracos, onde em cada um deles é possível escolher o grau de dificuldade com que se pretende jogar. Composto por vários percursos, nele podemos encontrar diversos tipos de plantas, lagos e vistas panorâmicas sobre toda a costa leste da ilha.

Para além do campo, classificado como o 12º melhor Campo de Golfe dos 75 em Portugal, o Clube de Golf do Santo da Serra possui amplas instalações, como um restaurante panorâmico e Clubhouse.

Morada | Santo António da Serra

Coordenadas GPS | 32°43'19.8"N 16°48'13.4"W

Cristo Rei

A estátua do Cristo Rei, localizada no Garajau, foi inaugurada a 30 de outubro de 1927, sendo o primeiro monumento “Cristo Rei” a ser construído no mundo, ultrapassando o tão conhecido Cristo Rei do Brasil, que apenas foi construído em 1931. Ao longo dos anos, o domínio senhorial do Garajau foi passando de geração em geração, até que passou a pertencer ao Conselheiro Aires de Ornelas, último filho Morgado do Caniço e ministro da Marinha e Colónias. Numa pior fase da sua vida, em que a família atravessou uma crise tremenda que parecia nunca mais ter fim, Aires de Ornelas, desesperado, pediu a Deus que o ajudasse a sair daquela situação, prometendo erguer o Cristo Rei, se tal acontecesse. Com o passar do tempo, a sua família acabou por atravessar aquela fase com sucesso e, como prometido, foi erguido o Cristo Rei naquela zona, como forma de agradecimento por tal feito.

A estátua, com cerca de 14 metros de altura, foi executada em betão pelos escultores franceses Pierre Charles Lenoir e Georges Serraz, ambos residentes em Paris, sendo este último, especialista em escultura religiosa monumental.

O Cristo Rei encontra-se de braços abertos, no topo de uma colina, onde, à direita, é possível vislumbrar-se uma vista sobre o Funchal e, à esquerda, sobre o Caniço de Baixo.

Morada | Ponta do Garajau - Caniço

Coordenadas GPS | 32°38'17.5"N 16°51'02.5"W

Largo da Achada

O Largo Conselheiro Aires de Ornelas, vulgarmente conhecido por Largo da Achada, localiza-se na Camacha, no coração da freguesia, intitulando-se como sendo o primeiro lugar onde se jogou à bola em Portugal, em 1875. Quer a Camacha, quer a freguesia vizinha, Santo António da Serra, eram os sítios favoritos dos ingleses para residir e pensa-se que tal acontecia, dado o clima destas freguesias ser muito semelhante ao clima da terra natal dos mesmos. Como tal, por influência dos ingleses, certo dia, juntou-se um grupo de indivíduos no Largo da Achada e realizou-se então aquela que foi primeira partida de futebol em Portugal.

Este mesmo local alberga o busto do Conselheiro Aires de Ornelas, obra do escultor Anjos Teixeira, datado de 1969, e a escultura modernista, de autoria do escultor madeirense Amândio de Sousa, referente à histórica primeira vez em que se jogou à bola em Portugal, também do mesmo ano.

A mítica fábrica de vimes, que se encontra no interior do Café Relógio, está a sul do Largo da Achada e é o local de produção de autênticas obras realizadas a partir do vime. Esta indústria, muito característica da Camacha, exprime-se através dos mais variados objetos, nomeadamente malas e cestos, sendo um artesanato santacruzense que requer um tratamento muito pormenorizado, por parte dos artífices. A norte do Largo localiza-se a Casa do Povo da Camacha e a praça de táxis e a poente o recente Mercadinho da Camacha.

O Largo é ajardinado, tendo destaque rododendros, camélias, magnólias e plantas endémicas, como gerânios da Madeira ou massarocos da Serra, e é, também, parcialmente calcetado pelo tradicional calhau rolado.

Morada | Largo Conselheiro Aires de Ornelas - Camacha

Coordenadas GPS | 32°40'45.0"N 16°50'40.6"W

Mercadinho da Camacha

Situado no Largo da Achada, o Mercadinho da Camacha foi inaugurado a 2 de junho de 2018. Composto por uma contemporânea estrutura orgânica em betão armado aparente, o mercado alberga 13 espaços destinados à venda e promoção de produtos tradicionais e regionais. 
Para além de produtos agrícolas, o Mercadinho da Camacha disponibiliza um vasto leque de produtos artesanais, não só no seu estilo tradicional, como, também, contemporâneo.

Morada | Largo da Achada - Camacha

Coordenadas GPS | 32°40'47.2"N 16°50'43.5"W

Miradouro da Contenda

Este miradouro, tal como o nome indica, localiza-se numa zona pertencente a Gaula denominada por Contenda. Gaula é uma freguesia pertencente ao Concelho de Santa Cruz, com características muito especiais, pois assume uma dimensão que faz com que a freguesia se estenda do mar à serra.

Antigamente, quando os visitantes desciam Gaula, a partir da serra, havia um sítio com uma paisagem tão única que era impossível não parar e vislumbrar tamanha vista. Por ser um sítio tão procurado, acabou por fazer com que nascesse o Miradouro da Contenda. A partir desta zona é possível obter um panorama sobre o mar, as Ilhas Desertas, Santa Cruz, Machico e a ponta de São Lourenço, localizada no extremo este da ilha.

Quando a luminosidade assim o permite, é possível, ainda, observar, do lado este, a Ilha do Porto Santo. O miradouro encontra-se num sítio privilegiado da freguesia, pois é aquele que oferece uma melhor visão panorâmica sobre a freguesia de Gaula.

Morada | Estrada Padre Alfredo Vieira de Freitas - Gaula

Coordenadas GPS | 32°40'27.4"N 16°49'04.8"W

Parque Ribeira Primeira

Inserido na Floresta Laurissilva, Património da Humanidade, o Parque Ribeira Primeira localiza-se na freguesia de Santo António da Serra e proporciona um contato muito próximo com a natureza.

A origem do seu nome assenta no facto da Ribeira Primeira ser a primeira nascente da Ribeira de Santa Cruz. A pesca da truta é a principal atividade, pelo que é possível pescar e prová-las na zona de refeições ao ar livre onde tudo é cozinhado a lenha. Para além da pesca e da possibilidade de conhecer o ciclo biológico desta espécie, compreendendo assim como vivem e se reproduzem, o espaço oferece ainda uma experiência única com o seu percurso pela natureza e paisagens marcantes.

Morada | Caminho Levada da Serra do Faial Santo António da Serra, nº 77

Coordenadas GPS | 32°43'53.8"N 16°50'15.2"W

PC | Facebook Parque Ribeira Primeira

Praça Manuelina

A Praça Manuelina, também conhecida por Praça João Abel de Freitas, localiza-se no centro de Santa Cruz. A sul da Praça encontra-se a Câmara Municipal e a norte a Igreja do Salvador e a Santa Casa da Misericórdia. Este espaço possui tal denominação, dado que todos estes edifícios localizados à volta da praça são manuelinos. A este, a praça é envolvida por um conjunto de esplanadas pertencentes aos restaurantes ali situados.Neste mesmo largo, encontra-se o cruzeiro, composto por uma coluna renascentista em mármore, proveniente de Itália.

No século XIX, a Madeira produzia e exportava grandes quantidades de açúcar, também conhecido como “ouro branco”, para vários países, sendo um dos principais destinos Itália. Como tal, carregavam-se barcos repletos de caixas de açúcar para este país. No entanto, quando os barcos voltavam para a Ilha da Madeira havia a necessidade de colocar peso nas embarcações, para que não virassem em alto mar, então, era colocado mármore italiano, de modo fazer peso e tornar os barcos mais estáveis. Quando cá chegava, o mármore era utilizado na decoração das igrejas e na construção de obras, como o cruzeiro de Santa Cruz, existente na Praça Manuelina, que assenta diretamente sobre uma base constituída por três degraus octogonais. O crucifixo representa a cruz feita pelos descobridores, quando estes chegaram e batizaram o concelho com o nome de Santa Cruz. No capitel encontram-se as armas da família Freitas, alusivas a João de Freitas fundador do Concelho em 1515.

Morada | Praça João Abel de Freitas - Santa Cruz

Coordenadas GPS | 32°41'17.4"N 16°47'32.3"W

Praceta Padre Gabriel Olavo Garcês

Inaugurada em 1962, a Praceta Padre Gabriel Olavo Garcês localiza-se no centro da cidade de Santa Cruz. Primeiramente, existia naquele sítio um pequeno quarteirão pertencente à cidade de Santa Cruz, que acabou por desaparecer depois de ter sido destruído pelo aluvião ocorrido em 1956.

Atualmente, é considerada uma das zonas mais dinâmicas do centro da cidade, sombreada por vetustas coralinas e caramachões. Aqui concentram-se alguns restaurantes, envolvidos num ambiente calmo e simpático, numa praceta localizada perto do mar e dos edifícios monumentais da cidade, como o edifício da Câmara e a Igreja Matriz. Esporadicamente, a praceta alberga alguns eventos culturais, que ocorrem ao longo do ano. A primeira casa de fotografia fundada em Santa Cruz, denominada por “Foto Imagem”, localiza-se precisamente neste espaço e foi criada, em 1955, por um dos mais emblemáticos fotógrafos de Santa Cruz, José de Sousa Monteiro.

Morada | Praceta Padre Gabriel Olavo Garcês - Santa Cruz

Coordenadas GPS | 32°41'16.9"N 16°47'28.7"W

Praia das Palmeiras

A Praia das Palmeiras, Complexo balnear situado na frente mar da cidade de Santa Cruz, é ideal para um dia de praia em família. Galardoada com a Bandeira Azul há mais de duas décadas, esta praia de calhau oferece aos seus visitantes, além das suas águas límpidas, duas piscinas de água salgada (para adultos e crianças), balneários, duches, instalações sanitárias, primeiros socorros e acesso a portadores de mobilidade reduzida.

A praia das Palmeiras conta ainda com nadador-salvador durante a época balnear (junho-setembro) e uma área de restauração todo o ano.

Morada | Santa Cruz

Coordenadas GPS | 32°41'14.2"N 16°47'27.4"W

Quinta do Santo da Serra

A Quinta do Santo da Serra, mais conhecida pelos populares como Quinta da Junta, pertencia à família Blandy. Posteriormente, passou pelas mãos da antiga Junta Geral do Distrito Autónomo do Funchal, em 1974, antes da instauração da autonomia e, consequentemente, do Governo Regional.

A propriedade é, atualmente, residência de verão da Presidência do Governo Regional, mas de acesso público livre aos seus jardins para lazer e recreio. Outrora, foi casa de veraneio da família Blandy, que a mandou erguer em meados do séc. XIX, construída ao gosto colonial inglês, apresentando, por isso, janelas de verga curva com molduras em ressalto de cimento e os característicos tapa-sóis. A marcar a entrada surge um alpendre com lamberquim. A vetusta casa é pintada na tradicional cor rosea dos solares madeirenses e com o soco na cor grená.

A Quinta apresenta um magnífico e amplo parque arbóreo com jardins de buxo. Nesta quinta destaca-se a marca dos parques ingleses, com os seus amplos relvados, delimitados por espécies florestais de grande porte e espécies próprias da nossa flora, devido às características climáticas e geológicas da Madeira. Aqui habitam plantas dos quatro cantos do mundo, numa combinação entre espécies exóticas e endémicas, como palmeiras cinzentas, abetos, camélias, fetos arbóreos, rododendros, carvalhos, tulipeiros, criptomérias, faias e espécies indígenas, como os tis, folhados ou vinháticos, e, ainda, animais como cavalos, veados e pavões.

Na entrada do jardim observa-se uma alameda de azáleas com o caminho calcetado em paralelepípedos de pedra basáltica. No extremo leste do parque existe um mirante com vista sobre o aberto vale de Machico.

Morada | Estrada Regional 207 - Santo António da Serra

Coordenadas GPS | 32°43'27.5"N 16°49'05.8"W

Reis Magos

Os Reis Magos, localizado no Caniço, é uma zona muito característica pela sua praia de calhau e as suas águas claras e límpidas, qualidade comprovada pela bandeira azul, adquirida por esta praia. Junto ao mar, encontram-se alguns estabelecimentos ligados à restauração e à prática de desporto. Aqui existe um pequeno aglomerado de casas populares construídas em aparelho de pedra basáltica, outrora pertencentes a pescadores. Após a praia, existe uma promenade, toda ela com o seu percurso localizado à beira-mar.

A zona dos Reis Magos alberga, ainda, dois grandes estabelecimentos turísticos, o Hotel Riu e o Hotel Four Views Oásis, ambos alojamentos de quatro estrelas.

Morada | Reis Magos - Caniço

Coordenadas GPS | 32°38'50.4"N 16°49'26.2"W

Reserva Natural do Garajau

Localizada entre a Ponta da Oliveira (concelho de Santa Cruz) e a Ponta do Lazareto (concelho do Funchal), a Reserva Natural do Garajau intitula-se como tal desde 1986, altura em que um grupo de mergulhadores uniu-se em prol deste feito. Situada na costa sul da Ilha da Madeira, constitui a primeira Reserva Marinha do país e possui uma extensão de, aproximadamente, 376 hectares.

Dada a abundância marinha existente neste local, em sintonia com as águas transparentes e límpidas, a Reserva Natural do Garajau acolhe um conjunto de fatores que em harmonia fazem deste local um dos pontos mais procurados da Ilha, mesmo a nível internacional, para a prática do mergulho. Com uma profundidade rochosa que não ultrapassa os 22 metros, aqui residem as mais variadas espécies marinhas, de entre as quais se destaca o mero (Epinephelus marginatus).

Em 1996 foi aberto um pequeno centro de apoio no Garajau que funciona não só como posto de informação, mas, também, como local de reabastecimento das garrafas de oxigénio dos mergulhadores que exploram aquele local.

Morada | Complexo Balneário do Garajau - Caniço

Coordenadas GPS | 32°38'16.7"N 16°51'06.4"W

Visite Santa Cruz e partilhe as suas imagens nas redes sociais com #santacruzmadeira

Santa Cruz | Madeira
  • Wix Facebook page
  • Instagram ícone social

Esta plataforma reúne informação histórica, turística e cultural sobre o Concelho de SANTA CRUZ - Ilha da Madeira, Portugal

© 2020 by CMSC | Recolha e edição de textos: Gabinete de Turismo | Tradução: Leonilde Olim | Fotografias: CMSC (direitos reservados)