Bandas Filarmónicas | Santa Cruz

Banda Paroquial de São Lourenço da Camacha

WhatsApp%2520Image%25202020-08-16%2520at

A Banda Paroquial de São Lourenço da Camacha foi fundada pelo pároco daquela freguesia, Padre António Joaquim Figueira Pestana Martinho, a 10 de agosto de 1973, com o apoio do professor Raúl Gomes Serrão, primeiro maestro e ensaiador da comitiva.
Desde a sua fundação, o grupo tem efetuado várias atuações por toda a ilha da Madeira e intercâmbios culturais com Bandas Nacionais. A colectividade é responsável por uma Escola de Música que visa cativar novos jovens músicos a integrar a Banda principal. A Bandeira da Banda tem por base duas cores principais, o vermelho e o branco, e ao centro encontra-se uma lira musical bordada a ouro, ladeada pela grelha e pela palma.
A Banda Paroquial de São Lourenço da Camacha é, atualmente, a única Banda Paroquial existente em Portugal.

Banda Filarmónica do Caniço e Eiras

Fundada a 6 de novembro de 2003, a Banda Filarmónica do Caniço e Eiras, com sede na paróquia das Eiras, é constituída por cerca de 35 elementos.  
Grande parte dos elementos que actualmente fazem parte da Banda passaram pela escola de formação “O Cebolinha", uma escola gratuita que pretende preparar os seus alunos e oferecer-lhes boas bases para que no futuro possam integrar a Banda principal.
A Banda Filarmónica do Caniço e Eiras atua em diversos eventos na Ilha da Madeira, como arraiais e concertos, e recentemente, em 2018, pela primeira vez na sua história, participou num intercâmbio com a Sociedade Musical e Recreativa do Xartinho. Para além da vertente musical, a coletividade organiza excursões e participa nos arraiais que ocorrem no Caniço, com a dinamização de uma barraca de comes e bebes, para angariação de fundos. 
Dos instrumentos que integram a banda, são de destacar diversos de sopro, tais como o clarinete, o saxofone, o trompete, o fagote, a trompa, a tuba, o trombone, o eufônio e ainda instrumentos de percussão como o bombo, o tímpano, os finos tubulares e a bateria.

Banda Municipal de Santa Cruz

118278843_1612150472279158_6644018292235

Fundada a 8 de dezembro de 1887 pelo Maestro João Manuel Álvares Júnior, a Banda Municipal de Santa Cruz, outrora denominada por Filarmónica União Fraternal e Recreativa Santacruzense, tem vindo a assumir um papel fundamental no que diz respeito à cultura e tradições, não só do Concelho, como de toda a Região.
A coletividade atua regularmente em festas dentro e fora do Concelho de Santa Cruz e em encontros de bandas. 
Em 2008 a Banda realizou um intercâmbio com a Banda Municipal de Santana e em 2011 efetuou o seu primeiro intercâmbio nacional com a Banda de Calvos, pertencente ao Concelho de Póvoa de Lanhoso, distrito de Braga.
A Banda Municipal de Santa Cruz tem sede na Quinta do Revoredo, junto à Casa da Cultura de Santa Cruz, é constituída por cerca de 37 elementos, tendo por diretor artístico o maestro Armando Santos. Possui ainda a escola de música ‘O Colcheia’ que visa apostar na formação e integração de novos músicos na Banda principal.
Desde 1924 a coletividade organiza, anualmente, a celebração da Restauração da Independência de Portugal, também conhecida por ‘Alvorada’, um evento único na Região que ocorre na madrugada de 1 dezembro em Santa Cruz.

PC | Facebook Banda Municipal Santa Cruz